A ideia de viver com mais qualidade faz parte da realidade de muitas pessoas que vivem em São Paulo, capital, sendo que os principais anseios que vem junto com esse desejo são:

  • A vontade de viver em um local mais tranquilo
  • Aa busca pela redução no custo de vida
  • A necessidade de não enfrentar horas de engarrafamento ou trânsito complexo
  • O desejo de viver em um local com menos poluição
  • Aquele sonho antigo de estar em locais que ofereçam mais proximidade com a natureza
  • A vontade de se integrar à cidade, à vizinhança e se sentir mais confortável e seguro

Entre outros motivos que fazem as cidades no interior de São Paulo atraírem tantas pessoas. 

Por aqui, nós já falamos como o número de pessoas que se mudou para morar no interior cresceu e alcançou o número de 32 milhões de habitantes.

Sendo a qualidade de vida e o custo benefício de estar distante da capital fatores definitivos e grandes motivadores desta migração. 

Há ainda situações em que a mudança ocorre por determinação da empresa, por necessidade de estudo, por uma nova oportunidade na carreira, entre outros motivos que tornam muito mais objetiva a escolha da cidade que vai receber o novo lar.

Mas, além destas condições, quais outros critérios são considerados na hora de escolher uma nova cidade para viver?

Para responder a esta pergunta, selecionamos 9 cidades do interior de São Paulo com características e atributos atrativos para quem quer se distanciar da capital, mas sem abrir mão de aspectos importantes de urbanidade e mobilidade.

Vamos lá?

Cerquilho

Créditos: Mapio.net

Com pouco mais de 48.000 habitantes, o município de Cerquilho representa uma das cidades do interior de São Paulo que está em pleno crescimento e desenvolvimento.

A cidade tem um dos melhores IDH (Índices de Desenvolvimento Humano) e está a apenas 160 quilômetros da capital do estado.

O desenvolvimento no município propicia o investimento no setor imobiliário, ao mesmo tempo que oferece acesso de qualidade aos moradores, que tem à disposição supermercados, farmácias, praças, escolas e demais pontos estratégicos fundamentais na rotina.

Sendo que todos os trajetos podem ser feitos sem complicação, de carro, a pé ou de bike.

A indústria representa a base da economia local na cidade, seguida pela agricultura e indústria têxtil, tornando o município atrativo também pelas suas oportunidades.

Cesário Lange

Créditos: Por aí de barraca

Cesário Lange é um município com pouco mais de 17 mil habitantes, localizado a aproximadamente 150 quilômetros de São Paulo. A cidade possui um ótimo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).

Diante dos demais municípios que aparecem na lista, Cesário Lange é ideal para quem quer fazer uma verdadeira transformação na rotina para viver em uma cidade bastante tranquilo, sem abrir mão do acesso facilitado até a capital.

O índice de educação da cidade também a torna interessante para quem tem filhos ou pretende ter.

Uma curiosidade é que o turismo religioso faz parte das principais atividades econômicas da cidade, junto com a agropecuária e indústria.

Tatuí

Créditos: Evandro Ananias

O município de Tatuí está na região metropolitana de Sorocaba e conta com aproximadamente 123.000 habitantes. A cidade fica a 130 quilômetros da capital, o que a torna bastante estratégica.

É que na busca pela qualidade de vida, ela é uma ótima opção para moradores que não querem se distanciar completamente de São Paulo. 

Dessa forma, as vias que ligam Tatuí a capital podem ser percorridas no mesmo tempo que muitos moradores desperdiçam em engarrafamentos na grande São Paulo.

A cidade possui o título de Capital da Música, pois é lá onde está localizado o Conservatório Dramático e Musical Doutor Carlos de Campos, considerada a maior escola de música da América Latina.

Assim já dá pra saber que a cidade respira cultura.

Além da atividade econômica agrícola e de serviço ser forte, nos últimos anos o município tem atraído várias indústrias, principalmente do setor automotivo.

Curiosidade: o município também é conhecido como a cidade dos doces caseiros.

Piracicaba

Créditos: José Furlan Pissol

Para quem está na capital paulista, Piracicaba é vista como uma cidade do interior, mesmo que na realidade seus 407.252 habitantes façam dela uma importante cidade do estado.

Piracicaba tem um notório desenvolvimento econômico impulsionado pela agricultura.

Além do mais, a cidade abriga universidades federais e centros de pesquisa que a colocam em posição de destaque, tornando-a um importante pólo de educação.

Recentemente a cidade ainda ganhou destaque graças a concentração de grande parte das startups de agronegócio que foram atraídas para a região. 

Tietê

Créditos: Prefeitura de Tietê

Assim como Tatuí, o município de Tietê está localizado na região metropolitana de Sorocaba. 

A cidade possui 41.622 habitantes, sendo que a atividade econômica é voltada para a agricultura, indústria sucroalcooleira, confecções de roupas infanto-juvenis e fabricação de artefatos de madeira.

O município tem uma área impressionante de 404,396 km², demonstrando a capacidade de expansão e investimento na região.

Tietê está a apenas 160 quilômetros de São Paulo, o que torna o município ideal para quem quer se afastar da capital, mas não quer perder completamente a proximidade e facilidade de acessar os principais pontos de São Paulo.

Capela do Alto

Créditos: saopaulosp.gov.br

Capela do Alto é um daqueles municípios em pleno crescimento e expansão. A cidade possui 20.706 mil habitantes e está a apenas 140 quilômetros da capital.

Quem está em busca de qualidade de vida, de uma rotina mais tranquila e daquela sensação gostosa de pertencer a um local, deve considerar que o município possui o mais alto índice de felicidade entre os moradores em relação às outras cidades da lista.

Assim como o índice de desenvolvimento humano, o índice de felicidade avalia o quanto as pessoas estão felizes considerando diversos fatores, o que demonstra o nível de satisfação dos moradores do pequeno e feliz município.

Jundiaí

Créditos: Prefeitura de Jundiaí

Com uma população de 418.962 mil habitantes, Jundiaí é uma cidade considerada média que aparece entre as 15 cidades mais populosas do estado de São Paulo. 

Localizada a aproximadamente 60 quilômetros de distância de São Paulo, o município é uma opção para quem quer se distanciar dos grandes centros, mas não está preparado para se afastar tanto assim.

O município possui alto índice de segurança, sendo considerado o 9º município com maior qualidade de vida do Brasil, segundo a FIRJAN

Dessa forma, para quem está cansado de viver na correria de São Paulo, Jundiaí oferece a oportunidade de migrar para uma cidade menor, mas sem deixar de lado os aspectos de uma cidade média.

Valinhos

Créditos: Guia do Turismo Brasil

Voltando as cidades com menos de 200 mil habitantes, Valinhos é um município para quem busca sossego. A cidade fica na região metropolitana de Campinas e possui aproximadamente 130 mil habitantes.

O município é popularmente conhecido pelas suas áreas verdes, sendo que 7% do seu território é destinado para proteção ambiental.

A proximidade com Campinas e também com São Paulo, localizada a aproximadamente 90 quilômetros de Valinhos, garante facilidade para quem não abre mão de ter acesso fácil aos grandes centros.

Jumirim

Créditos: Portal Anoreg

Jumirim conta com apenas 3.315, o que a torna a menor cidade em relação às outras da lista.

O município que recentemente deixou de ser distrito de Tietê está na região metropolitana de Sorocaba.

Por estar em processo inicial de crescimento, a cidade é considerada um bom local para investimento no setor imobiliário, com panorama positivo para valorização nos próximos anos.

Além do mais, representa um bocado de tranquilidade e uma mudança significativa no estilo de vida de quem escolher o município como lar.

Enfim, qual a melhor cidade para morar no interior de São Paulo?

Além destes, existem dezenas de outros municípios localizados em regiões distantes, estratégicas e de fácil acesso a capital.

Sendo que para muitos dos moradores que desejam deixar as imposições do alto custo de vida, dos problemas de trânsito e demais fatores que comprometem a qualidade de vida na capital, o fator mobilidade e acesso continua sendo um importante decisor nesta escolha.

Dessa forma, a melhor cidade para morar no interior de São Paulo depende dos critérios pessoais de cada morador e cada família, bem como dos planos de vida para os próximos anos.

A Incorpore está presente Cerquilho, Tatuí e Tietê e em nossas soluções, morar bem é o principal critério que guia o relacionamento com todos os clientes e possíveis clientes que buscam a própria moradia.

Há mais de sete anos no mercado, temos como prática em todos os empreendimentos a realização de estudo de mercado, das necessidades da cidade e das expectativas  dos compradores, o que nos possibilita oferecer soluções de acordo com a principais necessidades de quem quer morar bem.

Se você está em busca de cidades para viver no interior de São Paulo, mas está diante de dúvidas sobre localização, investimento e sobre os aspectos dos municípios, conte com os profissionais da Incorpore para auxiliar nesta decisão!

Postado 
20/11/20
 em 
Morar bem

More from 

Morar bem

 category

Ver todos

Assine nosso portal e receba no seu e-mail as últimas postagens.

Leia nossa política de Privacidade Privacy Policy
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.